Frente Parlamentar Gaúcha de Incentivo à Leitura

Instalada a Frente Parlamentar Gaúcha de Incentivo à Leitura
Qua, 16 de Junho de 2010 19:39

O início da tarde desta quarta-feira (16) foi marcado pela instalação da Frente Parlamentar Gaúcha de Incentivo à Leitura, na Assembleia Legislativa. A iniciativa foi do deputado Miki Breier (PSB) e contou com a adesão de mais 31 parlamentares. A Frente Parlamentar é um organismo suprapartidário que se dispõe a criar espaços e mecanismos de motivação à sociedade para o importante hábito da leitura. Na ocasião, o deputado reafirmou que, como professor, sempre identificou o livro como um instrumento de desenvolvimento do ser humano.
Em sua fala, o presidente da Câmara do Livro, João Carneiro, a instalação Frente é um momento histórico para o Rio Grande do Sul. “Começamos esta batalha com a Câmara de Vereadores da Capital. Nosso objetivo é estender o acesso ao livro e a leitura a todos”, afirmou.
Conforme a vereadora de Porto Alegre, Fernanda Melchionna (PSOL), que coordena a Frente Parlamentar de Incentivo à Leitura da Capital, o direito à leitura tem que ser uma política de Estado, não de governo, para garantir sua permanência mesmo nas trocas de governo.
O deputado Miki Breier destacou a necessidade de criação de um programa de incentivo para baratear os livros. “Através da Frente Parlamentar Gaúcha, queremos tornar a Assembleia Legislativa parceira na promoção de seminários de discussão sobre o tema, de campanhas de doação de livros e a organização de mais feiras do livro pelo Estado”, afirmou.
Ele destacou que no Brasil a média de livros lidos por habitante ao ano é de 4,7, enquanto no RS é de 5,5 e no noroeste do Estado, onde realiza-se a Jornada de Literatura de Passo Fundo, o índice sobe para 6,5. Conforme o Indicador de Alfabetismo Funcional (INAF), divulgado em dezembro de 2009, 15% da população brasileira entre 15 e 24 anos é considerada analfabeta funcional, isto é, não consegue compreender textos curtos, e 2% são analfabetos absolutos. Miki destacou que “pior do que não saber ler, é saber ler e não exercitar a leitura”.
O deputado abordou a importância do hábito da leitura e a falta de medidas efetivas por parte dos legisladores em relação ao tema. “Há muito esforço quando se trata de buscar recursos para estradas e outras ações, mas não se vêem emendas no Orçamento para bibliotecas e formas de incentivo à leitura”, disse o parlamentar. O deputado concluiu seu discurso afirmando que a Frente Parlamentar quer fazer parte do exército de pessoas que divulga o quanto é importante a leitura para mudar a vida das pessoas.
Entre os presentes na solenidade de lançamento da Frente Parlamentar de Incentivo à Leitura estavam a representante do Conselho Regional de Biblioteconomia e coordenadora do Fórum Gaúcho de Bibliotecas, Loiva Serafini; a produtora da Câmara do Livro, Sônia Zanchetta; a representante da OAB, Carmelina Mazzardo; o secretário de Cultura de Cachoeirinha, Claiton Manfro; o diretor da Editora Sulina, Walter Gress; a coordenadora da Biblioteca da Assembleia Legislativa, Sônia Brambila; representantes da Secretaria de Educação de Porto Alegre; representantes da Escola do Legislativo, bibliotecárias e professores.


Postado por CRB-10 no CRB10 em 6/18/2010 09:02:00 AM

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s